Notícias | Segundo Paulo Guedes, reforma da previdência vai manter direitos trabalhistas

O ministro da Economia Paulo Guedes se reuniu nesta quinta-feira (07) com o presidente do Senado e do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM/AP). Guedes apresentou uma prévia da Reforma da Previdência que o governo pretende levar ainda este mês ao Congresso Nacional.


Após a reunião, na residência oficial de Alcolumbre, Paulo Guedes destacou que o plano do governo é oferecer aos jovens a opção de abrir mão dos direitos trabalhistas previstos na legislação atual, para tentar conseguir emprego mais fácil.


Paulo Guedes vem fazendo uma série de reuniões para apresentar a proposta da reforma a diversos grupos políticos. Na segunda-feira (04) ele recebeu governadores de estado e na quarta-feira (06), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ).


A equipe econômica trabalha com quatro simulações. Três delas preveem a economia de R$ 1 trilhão: a primeira, em 10 anos; a segunda em 15 e a terceira simulação prevê economizar R$ 1 trilhão em 20 anos. Os períodos coincidem com o tempo necessário para fazer a transição entre o atual modelo de Previdência Social e o novo.


A quarta simulação é de uma proposta com menos mudanças e que teria tempo de transição bem menor: deveria ser concluída até o fim do mandato do presidente Jair Bolsonaro, em 2022. De acordo com o ministro Paulo Guedes, essa simulação prevê economia bem mais modesta, mas ele não soube dizer de quanto seria.

Fonte: Portal EBC